Meu primeiro dia dos pais




Essa semana foi especial. Não só porque meu primeiro dia dos pais estava chegando, mas também porque tive a oportunidade de dividir com um monte de gente um pouco do que eu falo e acredito em relação à paternidade.


Comecei o Sonhei Ser Pai há menos de um ano. Uma ideia às vezes um pouco desacreditada, confesso; diariamente incentivada pela minha mulher, Ana Julia; e que hoje, mesmo ainda tão nova, já me mostra que vale muito a pena. Pra quem não sabe de onde veio tudo isso, fica meu convite pra clicar aqui e ler meu primeiro texto e entender um pouco sobre qual é a história por trás deste sonho.


Essa semana participei da gravação de dois vídeos: o primeiro era uma matéria do Jornal da Gazeta, no quadro ‘A cara de São Paulo’. E o segundo, uma campanha para a Natura. Foram dois dias seguidos contando um pouco sobre nossa rotina e, mais que isso, falando sobre coisas que acredito e que considero serem essenciais para a evolução que queremos ver nas próximas gerações de pais.


Pra quem segue perfis que falam de parentalidade nas redes sociais, é comum nessa época relembrar a discussão sobre o papel do pai na criação de um filho. De fato a gente vem aprendendo e evoluindo, mas tenho uma notícia triste pra todos nós: ainda estamos muito aquém de onde devemos chegar. Seguimos insistindo em idealizar uma figura clichê de super-pai quando o que nossa família precisa é algo muito mais simples. É ir além de dividir ou participar do dia a dia do seu filho – mas sim exercer o papel de pai com todo o amor e presença que se espera e se merece em qualquer lar.



‘E aí, já aprendeu a trocar fralda?’


Essa é uma pergunta que, acreditem ou não, ouço muito mais do que gostaria. Martin tem 6 meses, o que são quase duzentos dias de vida, ou facilmente umas mil trocas de fraldas – sejam elas de dia, de madrugada, em casa ou na rua. E confirmar que eu troquei a grande maioria ainda causa espanto em muita gente.


Acontece que trocar fralda, acordar de madrugada e acompanhar e dar força à mãe a cada mamada não deveriam ser motivos de orgulho. Mas sim tranquilidade em saber que estou cumprindo o meu real papel de pai.


A sociedade como um todo anda a passos lentos, mas cabe a nós acreditarmos e nos esforçarmos para mudar culturas como essa. Se queremos levantar bandeiras como por exemplo da inexistência da licença paternidade no Brasil, devemos antes ter certeza que estamos exercendo nosso papel como deveríamos.



Ser pai


Não há livro, história ou manual que explique o que é exercer o papel de pai. Nada é tão instintivo quanto esperamos, mas tampouco impossível. Faz parte do amadurecimento da família passar por uma série de situações e dúvidas juntos, e aos poucos são exatamente esses aprendizados que formarão a melhor versão de um pai e de uma mãe.


Sempre que paro e penso no que venho fazendo ou quero fazer pela minha família, tenho claro comigo os benefícios que isso traz a todos nós. Sou uma pessoa muito melhor por saber que aproveito cada minuto que posso do meu dia para me dedicar a essa fase única do meu filho. E ao mesmo tempo sei que todos esses nossos esforços ajudarão a formá-lo um ser humano cada vez melhor.


‘Falamos muito sobre deixar um mundo melhor aos nossos filhos. Mas tão ou mais importante que isso, é deixar filhos melhores para o mundo’.


Óbvio que essa frase não é minha, e possivelmente vocês já a ouviram por aí alguma outra vez. Mas no meio de um desses bate-papos da semana eu acabei sem querer falando isso, e confesso que estou desde então orgulhoso com esse pensamento na minha cabeça. Sinto que o maior privilegiado por toda essa experiência sou eu, mas ao mesmo tempo sei que esse sentimento de gratidão crescerá proporcional ao orgulho que terei por criar um bom ser humano para o nosso mundo.


Termino esse meu primeiro dia dos pais feliz por saber que meu sonho está só começando. Mas mais ainda por saber que ao dividir minhas histórias e aprendizados com o Sonhei Ser Pai talvez eu possa contribuir, nem que seja um pouquinho, para que os pais do futuro possam ser cada vez melhores. E serão...


#diadospais #primeirodiadospais #paidemenino #sonheiserpai #paternidade #paternidadeativa #paieagora

© 2023 por NÔMADE NA ESTRADA. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round