Cartas para o Martin #1 - Vale a pena.



Oi, filho.


Hoje me peguei pensando... o que será que você vai pensar quando você crescer, ver e ler todas as coisas que já escrevi aqui? Que engraçado essas coisas de hoje em dia, né? Ter um pai que inventou de registrar um monte de momentos desde quando você ainda era um sonho distante.


Acontece, Martin, que você ainda é um sonho. Um sonho que continua sendo realizado a cada descoberta, a cada surpresa que você nos traz e nos faz sentir uma mão quentinha pegando o nosso coração e falando no nosso ouvido bem baixinho: “A vida sempre vale a pena”. Nesses momentos a sensação é de que realmente estou sonhando. E não, eu não quero ter que acordar. Eu quero poder ficar aqui, te admirando e me encantando com esse sorriso irresistível que você já me dá todos os dias. Tem momentos em que eu quero que você cresça pra gente viver um monte de coisas juntos – no segundo seguinte eu quero que pare, porque você já está crescendo rápido demais...


Hoje você completa 3 meses de vida. Na verdade, nós três completamos: você, eu e sua mãe. Extasiados em aprender tanto – e olha que eu não estou falando sobre estratégias de como saber que ainda vem xixi por aí mesmo quando já estamos terminando de trocar sua fralda. Estou falando de um arrepio que chegou com você naquela noite do dia 26 de janeiro e ainda não foi embora. Juntos, vocês fazem questão de me lembrar a cada dia o motivo pelo qual tudo vale a pena. Respostas tão óbvias que deixamos de lado todo santo dia. Que no fundo a gente sempre acha que sabe, mas às vezes precisamos de um empurrãozinho pra nos lembrar. E você, meu filho, foi muito mais que empurrãozinho. Chegou logo na voadora pra estampar na minha cara o real sentido da vida.


Eu paro, agradeço, me emociono. Tento digerir e fincar o pé no chão no meio desse furacão todo. Mas aí te vejo e quero voltar a voar, dessa vez com você no colo. Fico na dúvida entre o ‘só são três meses’ e o ‘já são três meses’. No fundo, admito que tanto faz. Só peço à Deus e à vida que eu não perca esse brilho no olho e aquele arrepio.


Talvez quando você comece a ler os meus textos você até goste, mas ainda não entenda algumas coisas que eu digo. Talvez numa segunda oportunidade você possa entender e, mais do que isso, sentir – e eu te garanto que, de um jeito ou de outro, nesse momento eu estarei do seu lado pra poder te abraçar bem forte e dizer: a vida sempre vale a pena.


Te amo,

Seu pai




*'Cartas para o Martin' é uma sessão nova e inspirada em uma grande amiga. Mas essa surpresa fica para o próximo post ;)




#paternidade #tresmeses #3meses #mesversário #paidemenino #avidavaleapena #brilhonosolhos

© 2023 por NÔMADE NA ESTRADA. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round