Vou. Ser. Pai!

Até o dia do nascimento, acho que o dia da descoberta deve ser o grande momento para um pai e uma mãe. Claro que as pequenas gigantes emoções do primeiro chute do bebê ou do primeiro ultrassom são incríveis, mas acredito que receber essa notícia deve estar entre as experiências mais legais de todas! Não importa se é o primeiro ou o quinto, se foi sem querer ou planejado, se a descoberta foi pelo telefone ou aquelas dignas de vídeos que viralizam no YouTube. Cada momento desse tem a emoção e a importância que merece pra quem dá e pra quem recebe. Eu confesso que tinha muita expectativa pra quando chegasse esse dia. Imaginava como viria a notícia, como seria minha reação, qual seria a primeira coisa que faríamos logo depois... E acredite: tudo acaba sendo ainda melhor do que o esperado.


No último dia 27 de maio estávamos comemorando um ano de casados. Pra quem acha que essa comemoração foi em um jantar romântico à luz de velas, que nada! Somos mais da comemoração festeira, com a casa cheia de música, amigos e família. Não bastasse o clima já incrível, no meio de uma conversa entre a Ana e suas primas rolou uma primeira suspeita. A cólica e o peito inchado não diminuíam, e o diagnóstico da Dada (prima da Ana que também está grávida e além de tudo é ginecologista) foi claro: “Ana Julia, você só pode estar grávida! Já fez exame?!”


Foi aí que já ligaram para o Marcelo, tio que estava a caminho da festa, pedindo para que comprasse um exame de farmácia. Detalhe: tudo isso foi rolando e eu não fazia a mínima ideia do que acontecia. Seguia curtindo a festa e colocando o papo em dia com os amigos. E a partir daí conto a sequência da cena que ficou na minha cabeça, de acordo com o que ouvi:


Exame feito. Positivo. Primas gritando, xixi pro alto. Será mesmo? Compra outro exame mais profissional, vamos ver. Resultado: “+ de 3 semanas”. Primas gritando ainda mais alto. Sim, será mesmo. Ana já tinha tomado várias cervejas. Felipe o dobro, e nem imaginava que no banheiro ao lado se concretizava a notícia mais esperada da sua vida.


As meninas voltaram pra festa com performance digna de Malhação. Não percebi nada, e de repente a roda já estava formada para o parabéns. E aí já falei demais, só vendo pra entender:



Foi difícil juntar as diferentes versões do vídeo: obrigado Dada, mãe e tia Lu!



Resumo da história: o Paulo, meu cunhado, já tinha feito uma música pra quando esse dia chegasse. E não só tornou incrivelmente mágico o momento como guardou pro resto da vida uma homenagem linda. Tenho certeza que quando o sobrinho ouvir essa música vai ficar fácil entender o porquê do seu pai ser tão fã e orgulhoso desse cara (se você nunca ouviu as músicas dele, dá o play enquanto você relê o texto: Paulo Novaes - Esfera).


E aí o depois não tem muita novidade. O vídeo podia ter mais dez minutos e não mudaria muita coisa além da minha cara de choro e choque. Mergulhamos em uma felicidade infinita, Ana preocupada pelas cervejas que tinha tomado e eu em transe querendo tomar mais mil pra comemorar!


Pra falar do dia seguinte, aproveito uma frase do meu último texto:


Passada a grande emoção do momento, o abrir dos olhos da manhã seguinte é matador: já posso sair gritando pro mundo que vou ser pai? Onde aperto o botão de ter certeza de que não foi um sonho?



--



Paulo Novaes - Luz da vida


O amor que gera o fruto É o amor absoluto É a benção mais divina É um marco nessa sina

E a partir do tal instante Nada mais é como antes Onde o amor é cristalino A pureza do menino

É tão grande que é gigante O valor desse brilhante Nada é mais emocionante que a vida


Vem meu filho Vem pro mundo Pra viver cada segundo Vem trazer a luz da vida Pra curar toda ferida


Vem criança Vem com tudo Pra mostrar o que bonito Vem sem medo pra essa vida Pra querer mudar o mundo



#pai #sonheiserpai #sonho #sonhodeserpai #paidemenino #paidemenina #paternidade #ansiedadedeserpai #descobriquevouserpai #paieagora #noticiapaternidade